Dicas de Inverno – Cuidados especiais com os pets

Buscando orientar tutores, em parceria com Irmão Animal, Dr. Augusto Pegoraro, médico veterinário e gestor comercial da BioDog, nos responde as dúvidas desta estação do ano. Confiram a matéria!

Assim como no calor, os cães sentem as altas temperaturas de forma muito mais intensa que nós, no inverno o mesmo acontece de forma mais branda, visto que a sensibilidade dos cães a altas temperaturas, em comparação com nós humanos, está ligada à duas principais características: Pele coberta por pelos e subpelos, o que faz com que a temperatura corporal suba com mais facilidade, e a troca de temperatura em menor escala, realizada pela respiração e transpiração, que acontece apenas por meio de glândulas de suor em suas coxins (almofadinhas das patas). Por estas questões, os cães não sofrem no inverno da mesma forma que no verão. Porém, isso não significa que os cães podem ficar expostos ao frio! Para a saúde e qualidade de vida dos cães, precisamos garantir um abrigo seguro, confortável e longe de influencias climáticas.

Inverno é época de ficar peludão!Será?

Em época de dias frios ficar peludo está liberado! O pelo ajuda os cães a manterem a temperatura corporal, sim. Porém, por higiene e prevenção à irritações de pele, não existem restrições para tosa higiênica. Eles podem tomar banho no inverno, até mesmo para mantermos a higiene. A melhor opção é o banho feito por profissionais, pois estes terão cuidados com a temperatura da água e utilizarão de soprador e secador profissionais evitando com que o cão fique molhado. Caso a opção seja pelo banho em casa, existem alguns cuidados que devemos ter nesta época: – Cuidado com a temperatura da água. Por mais que esteja frio, não podemos dar banho nos cães com água muito quente, pois podemos machuca-los com queimaduras ou causar alguma irritação de pele. Por isso, o banho deverá ser com água morninha, apenas; – Seque-o bem! Após o banho, seque o cão com secador para que ele não saia no frio com o corpo úmido, atenção em especial no peito. – Cautela para não queimar o pet com a proximidade do secador.

Os principais cuidados com os pets nesta época?

Para garantir que os cães não sofram com a temperatura baixa, devemos mantê-los abrigados em um lugar confortável, longe do frio, do vento e da chuva. O cachorro que fica em contato por muito tempo ao frio e com a pele molhada, pode sofrer com hipotermia, além de possíveis problemas de pele.

Cães e gatos podem usar roupa?

Sim. Não existem restrições para a utilização de roupinhas para os pets. Porém, é importante reforçar que não é a roupinha que irá protege-los 100% do frio. Em todas as épocas do ano devemos mantê-los em um ambiente seguro e confortável, protegido das influencias climáticas.

Como evitar que adoeçam?

No inverno, os cães ficam mais propícios a doenças respiratórias, como por exemplo a traqueobronquite, também conhecida como tosse canina e gripe canina. A traqueobronquite é transmitida por uma bactéria ou por vírus, de forma que pode ser contraída em qualquer época do ano, porém, no inverno, os cães tendem a ficar com a resistência mais baixa, facilitando assim a transmissão da doença. Para a prevenção, o ideal é manter a vacinação em dia e evitar deixar seu pet em lugares com muitos cães, pois a doença é altamente contagiosa e a transmissão acontece pelo ar. Caso seu cão apresente tosse, espirro constante e febre, procure a ajuda de um médico veterinário para o diagnóstico correto e a orientação sobre cuidados e procedimentos para tratamento.

Os cães idosos necessitam de cuidados especiais?

Sim, cães acima de 8 anos começam a ficar mais vulneráveis a doenças e com limitações para o tratamento de infecções, de forma que o acompanhamento veterinário deve ser mais frequente. Além disso, nos dias de temperatura baixa, os cães com problemas de articulações podem apresentar maior sensibilidade a dor e incomodo, podendo encontrar dificuldades maiores em sua locomoção.

Créditos:


​Dr. Augusto Pegoraro é médico veterinário e gestor comercial da BioDog, uma empresa de petiscos saudáveis e naturais para cães.

http://biodog.com.br/