Dicas de Fim de ano – Viagem



Campanha realizada pelo Irmão Animal, focando a conscientização e cuidados especiais nesta época.
 
A grande dúvida que os tutores tem é se devem levar seus pets nas viagens. Depende do lugar e como seu ele irá se sentir em relação ao deslocamento e o ambiente em questão. Alguns cães, por exemplo, passam muito mal quando andam de carro, outros tem dificuldade em ficar sozinhos fora de casa, nesses casos o mais indicado seria deixa-los em um hotelzinho ou até com alguém de confiança. Não é justo que nossos grandes amigos passem por esse trauma só para poder satisfazer nossos desejos, temos que pensar no bem estar deles, por tanto, pense muito bem se vale a pena o stress que seu grande amigo irá passar.

Como amenizar os traumas dos fogos?

Preparar um quarto com portar e janelas fechadas para abafar o barulho dos fogos é uma alternativa que funciona para alguns cães, deixar uma caminha confortável em baixo da cama para imitar um toca, também é uma ótima opção. Já para cães muito medrosos, o ideal é acrescentar uma música um pouco mais alta para disfarçar o som dos fogos, e sempre ter alguém para supervisionar. Muitos casos acontecem de cães que fogem e se perdem no fim do ano tentando fugir dos fogos. 

Ceia na mesa, o que meu pet não pode comer

Na realidade devemos evitar os alimentos que fazem parte da Ceia, geralmente são temperados e alguns podem até causar intoxicação. Se quiser dar um agrado ao seu pet, procure servir na Ceia dele, alimentos próprios para cada espécie. Existem no mercado vários tipos de petiscos diferenciados, tipo panetone, que são específicos para eles, então não arrisque em passar as festas de fim de ano na emergência de um hospital veterinário, procure soluções saudáveis e apropriadas para quem você tanto ama.

CRÉDITOS:
Irmão Animal
Rafael Cassanta
Adestrador e dono da creche para cães 
Cão a Cão.

About the author: Irmão Animal

Leave a Reply