O FIM DOS RATOS USANDO FEIJÃO CRU

Fique livre desses terríveis roedores usando uma espécie de “veneno natural”, que todos nós temos em casa, não é perigoso para nós humanos e nem para o meio ambiente.

Chega do incômodo de ficar colocando ratoeiras e comprando venenos super tóxicos para tentar acabar com esses bichos que nos dão tantas dores de cabeça, é que segundo algumas pesquisas, o feijão cru foi descoberto como um veneno natural que possui substâncias (como antitripsina, lectina, etc) que inibem o crescimento destes roedores. Essas substâncias ajudam a inibir as proteases, causando a diminuição das atividades das enzimas digestivas. Isso influi nutricionalmente no desenvolvimento dos ratos, depois de terem comido muito eles dormem, e é aí que a anti-tripsina a lectina agem fazendo com que o organismo desses bichos não absorvam o feijão (cru), causando envenenamento natural por fermentação matando-os em até três dias, o cozimento completo do feijão inativa esses inibidores e promove um efeito benéfico a digestão.

Assim ainda não se sabe ao certo se as substâncias que inibem o crescimento são as mesmas que causa este envenenamento, mas vários testes laboratoriais garantem que o feijão pode sim ser tratado como um veneno natural para os ratos, com a grande vantagem de manter a família e os animais de estimação longe de venenos. Até porque, o feijão cru é facilmente digerido no organismo humano.

No entanto embora os cientistas comprovem essa descoberta, também é comprovada a repulsa dos ratos a feijão cru em grãos, os ratos consomem a milhares de anos todos os tipos de grãos exceto o feijão in natura.
Mas o feijão triturado quase em farinha e mais um aditivo que aguce a fome dos ratos é o veneno natural e de efeito quase que rápido, pois após comerem a mistura os ratos levam de 2 a 9 dias para morte, lembrando que e os ratos serão eliminados todos de uma só vez

 

Modo De Fazer

200 gr de feijão cru, 200 gr de qualquer achocolatado, (você pode acrescentar o achocolatado ou qualquer coisa que sirva de alimento para os ratos, sempre proporcionalmente, isso aguça a fome dos ratos).
Bata em um liquidificador as 200 gr de feijão cru sem lavar até se transformar em uma farofa, misture ao achocolatado e em montinhos coloque onde os ratos transitam e em locais como atrás de fogões, em dispensas ou em qualquer outro local que você por um acaso viu esses bichinhos passando ou simplesmente encontrou vestígios deles.
OBS: Esta receita é natural e não afetará seus animais de estimação.

Existem muitos fatores que atraem os ratos para a sua casa, como por exemplo, o lixo destampado, sobras de comida que você dá para os seus animais de estimação, restos de construção, criação de galinhas entre outros. Cuide de seu quintal, mantenha sempre seu lixo fechado e longe da sua casa, alguns cuidados simples e muito importantes para quem quer se livrar desses bichos.

fonte: WW2

O desafio de cuidar de um cão em um apartamento

 

Cachorro em Apartamento

Nossa! Como o tempo passa rápido!

E nesse tempo algumas coisas mudam muito, outras continuam as mesmas.

De vez em quando a BitCão re-edita uma mensagem que é importante para os donos dos peludos, e é nestas horas que vemos o quanto a BitCão cresceu e melhorou nos últimos anos.

Um exemplo é a mensagem dedicada aos donos de cães que vivem em apartamento: Essa nova versão tem uma variedade ainda maior de produtos escolhidos a dedo para ajudar a distrair os focinhos que ficam muito tempo sozinhos em casa e precisam manter suas mentes ocupadas.

A quantidade de produtos disponíveis mudou bastante, mas o cuidado e o carinho que a BitCão seleciona estes produtos para vocês continua a mesma!

Normalmente o maior desafio de quem tem um cachorro em apartamento é mantê-lo distraído, ocupado, e exercitado pelas longas horas em que passamos fora, sem que o peludo destrua a nossa casa e incomode os vizinhos.

Algumas raças são naturalmente mais adaptadas a ficarem períodos maiores sem interação com os seus donos, sem que com isso se transformem em bichinhos ansiosos e agitados. Outras raças são mais cheias de energia ou dependentes de companhia e precisam de atenção e esforços redobrados por parte de seus donos.

Se você mora em apartamento, ainda não tem um cachorro mas está pensando em ter um, nem pense que a escolha é simples: Cachorros pequenos são ideais para apartamento e cachorro grandes para casas. Não é bem assim!

Mesmo dentro de uma raça específica tem filhotes que são mais calmos e outros muito mais agitados e é preciso escolher com cuidado.

As qualidades mais apreciadas nos peludos que viverão em um apartamento são:

 baixo nível de ansiedade quando fica sozinho;
 pouca tendência a latir desnecessariamente;
 nível de independência maior;
 nível de atividade diária menor ou, pelo menos, que possa ser satisfeita com períodos regulares de exercícios.

Nestes aspectos as raças mais adaptáveis são Maltes, Bichon Frisé, Pug, Buldogue Frances; Boston Terrier, West Terrier, Rottweiler (sim, o grandão costuma ficar quietinho o dia todo se for levado para passear umas 3 vezes por dia), Golden Retriever, entre outros.

Fuja de Beagle, Cocker Spaniel, Labrador, Pastor Alemão, Dachshund, Pinsher, Border Collie, e muitos outros. Veja bem, não é que estas últimas raças não sejam maravilhosas, mas por terem características de temperamento que dependem muito da companhia e da interação com seus donos, eles costumam dar muito mais trabalho se forem confinados em um apartamento durante o dia todo.

Independentemente do cachorro que você tem no seu apartamento a BitCão tem alguns produtos que fazem a alegria da cachorrada (e dos donos também). São brinquedos “inteligentes”, que prendem a atenção do seu cão porque podem guardar gostosuras no seu interior, possuem movimentos inesperados e instigantes para provocar o instinto de caça do seu bichinho, têm texturas variadas, e são ultra-resistentes.

Brinquedo Inteligente
Kong Original

Mas também não são só brinquedos que podem ajudar o seu peludo a passar as horas. O CD com Músicas que Acalmam Seu Cachorro é ótimo para deixar o seu cão mais relaxado e tranqüilo. A Grade para Portas permite que o seu peludo fique em uma área reservada, sem se sentir confinado por uma porta sólida fechada a sua frente, sem falar na melhora da ventilação do ambiente.

Músicas que Acalmam Seu Cachorro
Músicas que Acalmam o Seu Cachorro

E se o seu bicho é daqueles que adora bater papo com os vizinhos que ele avista pela janela, ou pela varanda, ou simplesmente é um fã de óperas e gosta de latir e uivar enquanto está sozinho, existe a Coleira Anti-latidos Smart (sem choque), que não é nociva ao seu amigo, não causa dor, e ao contrário do que muitos pensam, não faz do seu cachorro um ser mudo, mas ajudam a controlar os latidos excessivos.

BitCão fez uma lista especialmente para vocês, com sugestões de vários brinquedos e produtos, que além de entreter o seu bichinho, e melhorar a qualidade do dia a dia deles, vão deixar os seus vizinhos felizes, pois os brinquedos não fazem barulho quando são lançados no chão e evitam que o seu amigo se torne persona non grata no prédio. Confira as novidades e experimente uns brinquedinhos diferentes para o seu amigão. Temos certeza de que todos ficaram mais felizes.

Aproveitando, aí vão algumas dicas para fazer a vida do seu cão ainda mais interessante:

• Teste todos os brinquedos ou produtos novos enquanto você está em casa e certifique-se de que são adequados para o tamanho, força, e poder destruidor do seu cão, antes de deixar o seu peludo sozinho com eles.

• Tenha à disposição do seu peludo vários brinquedos, de preferência todos dentro de uma caixa ou cesta, para que o bichão saiba exatamente onde ficam os seus pertences e, portanto, quais são as coisas que ele pode carregar na boca e até mesmo picar um pouquinho.

• Procure ter uma seleção bem variada com texturas, formas, tamanhos, e que possibilitem movimentos diferentes.

• Quanto mais brinquedos o seu filhote tiver, maior será a possibilidade dele encontrar alguma coisa de que realmente goste. Ter uns 10 brinquedos na cesta, e mais uns cinco guardados para ir revezando é o ideal, além do que, o seu cão irá pensar que toda semana está ganhando um brinquedo novo.

• Guarde um ou dois brinquedos prediletos do seu cão para situações especiais. Ofereça-os ao peludo apenas quando você precisa que ele fique realmente entretido. Nos dias que você vai passar mais tempo fora, quando você vai ter visitas, ou nos dias de chuva em que vocês não vão poder passear tanto tempo do lado de fora, por exemplo.

• Brinque com os instintos do seu cachorro. Antes de sair de casa esconda alguns petiscos pela casa (ou na área em que seu cachorro costuma ficar restrito), e deixe que ele use o olfato para encontrá-los durante o dia. Deixe pedaços pequenos de biscoito de cachorro, ou Petiscos Bifinho, ou Petiscos para Cães – Comportamento. Nunca coloque um pedaço muito grande, nem os esconda em algum lugar de difícil acesso, ou perigoso para o seu peludo. Se o seu cachorro estiver de dieta, ou se tiver alergia, ou restrição a estas guloseimas, esconda bolinhas de ração mesmo.

• Nada substitui um bom passeio antes de você sair de casa e outro quando você voltar. Ir à rua enriquece a vida dos nossos cães dá a eles a oportunidade de explorar o ambiente, conhecer novas pessoas e cães, marcar o território e desvendar um mundo de novos cheiros. Se você não tem muito tempo para caminhar e seu peludo é do tipo cheio de energia, use a Mochila para Cachorro carregada com cerca de 10% do peso do seu cão para triplicar o efeito de um bom passeio em pouco tempo.

• Mantenha sempre um cantinho especial na casa para seu peludo deitar e descansar. Este local deve ficar o mais longe possível da área em que ele faz xixi e cocô e deve ser um porto seguro. As Camas MyPet são ótimas para oferecer conforto, segurança e se destaca no ambiente para deixá-la ainda mais atrativa para nossos amigões.

http://www.bitcao.com.br/artigos/caes-de-apartamento.php?utm_source=redessociais&utm_medium=blog&utm_campaign=meuamigopet

Que legumes, verduras e frutas não devo oferecer?

  • Cebola e alimentos preparados com cebola – mesmo em pequenas quantidades, o n propil dussulfito das cebolas pode provocar um tipo grave de anemia nos pets
  • Batatas, inhame, mandioquinha, cará crus – apresentam solamina, uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais
  • Batata germinada – ricos em solamina, uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais
  • Brotos de batata – uma toxina que pode deprimir o sistema nervoso central e provocar distúrbios gastrointestinais
  • Pimenta – pode irritar o estômago dos cães
  • Uva e uva passa – muitos cães adoram uvas e passas, mas elas possuem uma toxina não identificada que pode provocar sérios danos renais aos cães
  • Carambola – associada danos renais aos cães
  • Mandioca
  • Folhas e caules de tomate
  • Folhas de abacate
  • Folhas e caules de batata
  • Ruibarbo
  • Folha de berinjela
  • Folha de beterraba

Quanto oferecer?

A quantidade de vegetais e frutas que fará parte da alimentação diária do seu peludo depende da dieta que você escolheu ou que foi receitada para ele. Confira aqui algumas opções de dietas caseiras para animais saudáveis disponíveis aqui no site.

Muitas pessoas oferecem pedacinhos de maçã, banana ou cenoura como forma de premiar os cães durante brincadeiras e sessões de adestramento. Isso é ótimo, mas procure limitar a oferta de petiscos a não mais do que 10% do total de alimentos. Acima disso, desconte da porcentagem total de vegetais a oferecer por dia. Por exemplo: meu Pastor de Shetland deve receber 60 gramas de vegetais por dia, de um total de 240 gramas de alimentos. Se eu quiser oferecer até 10% (24 gramas) de vegetais na forma de petiscos ou lanches, nem preciso descontar do total diário de vegetais. Mas, se eu oferecer a ele 40 gramas de frutas como recompensa durante um treino, servirei apenas 20 gramas de vegetais no almoço ou no jantar dele.

Como preparar e oferecer?

Para que possam digerir adequadamente e aproveitar os nutrientes de legumes e verduras, os cães precisam ingerir esses alimentos como que pré-digeridos. Conseguimos isso triturando esses alimentos até obtermos um “purê” de vegetais, ou cozinhando-os. O calor amolece o alimento e a trituração reduz o tamanho das partículas; ambos facilitam o trabalho da digestão. Legumes triturados não precisam ser cozidos e vice-versa. Existem algumas exceções importantes: legumes da família das batatas, como mandioquinhas, inhames, carás e batatas-doces, precisam sempre ser cozidos. Isso porque batatas cruas contêm uma toxina chamada solamina, que pode causar diarréia nos cães. O calor inativa essa toxina. Outra exceção são as folhas verdes, como o manjericão, a salsinha e a couve-manteiga. Elas devem sempre ser trituradas até se tornarem um “purê”, independentemente de estarem cruas ou cozidas. Nós preferimos oferecer folhas verdes trituradas cruas, já que assim retêm mais nutrientes.

Em relação aos demais legumes, veja como fica mais prático para você. Para tornar a Alimentação Natural mais conveniente, muitas pessoas preferem processar de uma vez uma combinação de quatro ou mais legumes crus diferentes, usando um liquidificador ou mixer (processador de alimentos). Com o purê pronto, elas preparam e congelam porções completas de dieta natural para seus cães e gatos para muitos dias, respeitando as proporções informadas em nossas sugestões de cardápios. Outras pessoas preenchem fôrmas de gêlo com o purê de legumes e o congelam desta maneira. Assim, basta desenformar um ou mais cubinhos de purê, descongelá-los e servir com o restante da refeição. O preparo e congelamento do purê de vegetais acarreta uma perda nutritiva. Para minimizar isso, mantenha o purê congelado por no máximo 15 dias. Outra opção, para quem deseja oferecer vegetais crus, é processá-los na hora, pouco antes de servir. Essa é a maneira que resulta em menor perda de nutrientes, já que o purê não é submetido a nenhum tratamento por calor ou frio.

Se optar por cozinhar, prefira o cozimento ao vapor por cerca de 15 a 20 minutos, que é o método de cocção que melhor conserva os nutrientes dos alimentos. Se não puder/quiser comprar a panela a vapor, cozinhe os legumes em panela com pouca água e fogo baixo, até que estejam tenros. Não acrescente temperos ou sal – as carnes já fornecem naturalmente um bom teor de sódio.

Passamos dois anos oferecendo os legumes crus (com exceção das batatas/inhame/mandioquinha/cará, que sempre cozinhávamos). Atualmente, o que nós fazemos é cozinhar ao vapor os legumes que vamos oferecer no dia. Parece trabalhoso, mas não é. Apenas pico uma combinação de dois a quatro legumes diferentes – ou acrescento-os inteiros, no caso de vagens – coloco tudo na panela a vapor, tampo, e esqueço lá por cerca de 15 a 20 minutos. Monto as refeições dos meus pets e guardo o restante de legumes cozidos na geladeira. Só não cozinho as folhas verdes. Essas ofereço uma vez por semana e sempre as trituro cruas no mixer com um pouco de cenoura ou outro legume para formar um purê consistente.

De modo geral, vegetais crus triturados apresentam nobres nutrientes in natura e enzimas delicadas, o que os torna mais nutritivos. Já os vegetais cozidos apresentam uma perda nutricional, mas são mais palatáveis e, segundo algumas teorias, são melhor aproveitados pelos cães. Opte pelo cozimento ou pela trituração (“purê”) ou alterne os dois métodos.

Em relação às frutas, devem ser oferecidas cruas e, sempre que possível, sem sementes. Se a casca for comestível, nutritiva e atraente ao paladar do cão, como no caso da casca de caqui, figo, maçã e até banana (sim, é muito nutritiva), pode ser oferecida. Já melões, mamões, mangas, etc, devem ser oferecidos sem casca. Muitos proprietários relatam que uma ótima maneira de distrair os cães é oferecer a eles cocos verdes partidos ao meio. Os cães ficam um tempão raspando a polpa do coco e até roem parte da casca.

Ocasionalmente, frutas podem substituir legumes e verduras nas refeições dos cães. Uso frutas como substitutos sempre que fico sem verduras. Meus cães adoram!


Porção de “jantar” de Alimentação Natural descongelada, com o purê de legumes
Créditos: Carol Oliva

Recapitulando:

  • Os legumes precisam ser oferecidos cozidos ou triturados até virarem um “purê” a fim de serem digeridos e aproveitados pelos pets
  • Batatas, mandioquinhas, inhames, carás e afins devem sempre ser cozidos
  • Folhas verdes devem sempre ser trituradas ou não serão digeridas
  • Os demais legumes podem ser triturados ou cozidos, veja como seu pet prefere e como fica mais fácil para você
  • Para fornecer uma infinidade de nutrientes interessantes, varie ao máximo os legumes e verduras oferecidos

Bom apetite e uma lambida do Cachorro Verde!

Vegetais na Alimentação Natural

Os Invisíveis

Amigos e amigas,

Ano passado fomos convidados para participar do documentário sobre maus tratos com os animais pelos alunos do Colégio Cenip, realizaram um belíssimo trabalho, foi uma honra muito grande poder fazer parte de um trabalho tão bacana e tão educativo.

osInvisiveis

http://www.youtube.com/watch?v=SWoc7FfKQzE

Em especial nesta semana da Marcha da Defesa Animal, que este vídeo sirva de reflexão e de forma educativa.

Agradecemos aos amigos e alunos do Cenip pela participação, convite e pelo excelente conteúdo final que aqui os apresento.

obg a todos
Grupo Irmão Animal

Noticias do Klauss

Amigos e amigas,

Nosso amiguinho Klauss foi operado hoje!
E, temos boas noticias! ou melhor, ÓTIMAS!

Klauss deverá voltar a enxergar dentro de 5 dias após o seu olhinho desinchar. Fará a retirada dos pontos daqui a 10 dias onde fazerá a revisão no especialista na Barra.

Nosso fofo cresceu, está ótimo e se recuperando muito bem.
Em breve mais noticias do pequeno!

obg a todos pela ajuda de sempre
Grupo Irmão Animal