Denúncia de maus-tratos e abandono de animais

Criado em Quinta, 25 Julho 2013 09:53
Funcionários que prestam serviço em um imóvel próximo denunciaram o abandono dos cães no imóvel. / Foto: Marco Oddone

Moradores da Rua Paulino Afonso, no Centro, voltam a denunciar maus-tratos e abandono a animais em uma residência. Segundo eles, os animais vivem em condições insalubres, em meio a fezes e sujeira. Esta é a segunda vez que os moradores denunciam o caso às autoridades. “Começamos a trabalhar aqui há cerca de dois meses, mas nesta semana, coma abertura das janelas, nos deparamos com a situação que estes animais estão passando.A limpeza é feita raramente e, quando acontece, toda a sujeira é jogada dentro de um saco de ração que, inclusive, fica no local”, disse Anderson Tavares, conhecido como De Lucifer, que trabalha na manutenção da casa vizinha que fez a denúncia.

O caso aconteceu no fim do ano passado e envolveu um verdadeiro mutirão, que incluiu a participação de diversos órgãos municipais, que realizaram a higienização e retirada de dezenas de animais do local. A operação aconteceu como consequência de denúncias que levaram a Vara da Infância, da Juventude e do Idoso a ordenar a limpeza do local, que estava tomado pelas fezes dos 30 cães e7gatos,mantidos em gaiolas.A situação comprometia não só a saúde dos bichos, como também dos moradores que na época viviam no local: um jovem, uma mulher e um idoso, que precisou ser hospitalizado. Além disso, o problema causava um grande incômodo aos vizinhos. “É uma maldade ver esses animais sendo tratados de tal maneira. Há dois dias, dois que ficavam na parte de trás estavam tão fracos que não conseguiam andar sozinhos. Um deles, quando levantava, logo caía. Ontem já não vi mais os animais, não sei o que aconteceu com eles”, lamentou Anderson. Na época da primeira denúncia, o Núcleo de Bem-Estar Animal, órgão ligado à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Petrópolis, retirou os animais do local. Segundo eles, estavam todos muito magros e assustados. No primeiro dia da intervenção, 10 cães e sete gatos foram levados para um terreno improvisado e começaram a receber tratamento. A Secretaria de Meio Ambiente citou ainda o caso de um cão idoso que sofria com o excesso de pelo. Ele precisou ser anestesiado para ser tosado, pois sentia muita dor.Certamente, não tinha acesso a qualquer tipo de higiene básica.

A situação dos gatos era pior, eles ficavam dentro de casa e engaiolados. Pela legislação brasileira, não se pode retirar o animal de uma residência sem a permissão do proprietário ou autorização da Justiça, ainda que estes estejam sofrendo maus tratos. Por isso, para solucionar casos como este é preciso denunciar. Segundo a Defensoria Pública, a pessoa deve registrar a ocorrência na delegacia, comprovando o caso através de testemunhas e documentos como fotos, além de procurar órgãos como a Vigilância Sanitária e ongs de proteção animal, que podem entrar com uma ação civil pública, ou ir direto ao Ministério Público.

ARIANE NASCIMENTO
Redação Tribuna

http://www.tribunadepetropolis3.hospedagemdesites.ws/Tribuna/index.php/manchetes/1597-denuncia-de-maus-tratos-e-abandono-de-animais

About the author: Irmão Animal

Leave a Reply