Mais Noticias do Cavalo

Amigos e amigas,

Depois do lamentável episódio de terça-feria onde parte das redes sociais se mobilizaram para ajudar um pobre cavalo caído na praça da liberdade, algumas atitudes foram tomadas.

Segue matéria veiculada hoje na Tribuna de Petrópolis:

Defensor público pede a suspensão imediata do serviço das vitórias

Criado em Quinta, 13 Junho 2013 13:02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O desmaio de um dos cavalos que puxavam uma vitória com turistas, na terça-feira, deverá ser investigado pela polícia./Foto: Fernanda Soares.

O promotor de Justiça Celso Quintella Aleixo, titular do Juizado Especial Criminal de Petrópolis, encaminhou ofício à 105ª DP solicitando a abertura de um procedimento de investigação por conta do episódio ocorrido, mais uma vez, no Centro Histórico, na tarde de terça-feira. A queda de um cavalo de tração das charretes, próximo à Praça 14 Bis, gerou uma série de protestos em redes sociais e levou o defensor público Cléber Francisco Alves a também se manifestar. Ele quer a suspensão imediata da atividade. Já a vereadora Gilda Beatriz afirmou ontem, em sessão plenária, que vai convocar uma audiência pública para discutir soluções para a questão.O defensor público encaminhou o pedido de suspensão à 4ª Vara Cível, anexado à matéria veiculada ontem pela Tribuna, que relatou a queda e as condições precárias de saúde do cavalo. Segundo Cléber, diversas normas estão sendo descumpridas, entre elas as estipuladas no Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) firmado em 2010 entre a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e a AnimaVida (autora de denúncias) com o Município de Petrópolis, a Fundação de Cultura e Turismo e a Companhia Petropolitana de Transporte (CPTrans). “Ficou claro, mais uma vez, que trata-se de um serviço que não oferece segurança aos passageiros e que negligencia o trato para com os animais”, afirmou o defensor, que agora aguarda o posicionamento do juiz quanto à suspensão da circulação das charretes na cidade.

O caso também foi levado à 105º DP pelo promotor de Justiça Celso Quintella, que encaminhou a matéria veiculada na Tribuna ontem também à Promotoria de Meio Ambiente e do Consumidor, com a intenção de investigar amplamente a atividade. O material foi entregue ainda na prefeitura e na CPTrans. “Estamos diante de um fato (a queda do animal) que pode constituir crime. Na minha opinião, trata-se de uma atividade que tinha que acabar, pois os benefícios me parecem pequenos diante dos problemas”, afirmou o promotor, que citou a Lei 9605/98, que dispõe sobre os maus-tratos a animais. “Temos fortes indícios de que o charreteiro explorou o animal até a exaustão”, completou.

O prazo para que a investigação encaminhada ao delegado titular da 105ªDP, Alexandre Ziehe, seja concluída, é de 30 dias, mas ele pode ser prorrogado. O promotor acredita que com o laudo da veterinária que atendeu o animal, ligada à Secretaria de Meio Ambiente, não seja difícil atestar os maus tratos ao qual o animal foi submetido. “Se houve realmente crime, acredito que ele deve, no mínimo, ter a licença revogada”, ressaltou Celso.

A coordenadora de atividades da AnimaVida, Ana Cristina Ribeiro, que desde 2007 acompanha a atividade através do projeto Charreteiro Sangue Bom, também pretende fazer denúncia na delegacia após receber o laudo que será emitido pela veterinária Rosana Portugal, do Núcleo de Bem Estar Animal, ligado à Secretaria de Meio Ambiente. “Temos como comprovar a propriedade do cavalo, pois ele é microchipado. A doutora Rosana ficou de me entregar o laudo com a avaliação feita no animal até sexta-feira. Com isso em mãos, vamos apresentar a denúncia na delegacia logo no início da próxima semana. Além disso, temos que aguardar o posicionamento da Defensoria Pública dentro da Ação Civil Pública movida contra o Município”, afirmou Ana Cristina.

Caso foi destaque nas redes sociais

A imagem do cavalo caído na rua foi motivo de protestos nas redes sociais, em especial o Facebook, e motivou a advogada Elisabete de Amorin Cruz a fazer um manifesto contra a circulação das vitórias. Até o início da noite de ontem, o documento virtual já contava com mais de mil assinaturas. A advogada vai encaminhar o abaixo-assinado ao prefeito Rubens Bomtempo e à Câmara Municipal. “Precisamos unir forças para mudar esta situação. Fico indignada de ver o sofrimento do animal e não entendo como uma cidade como Petrópolis ainda pode ter uma atividade tão primitiva e que não tem nenhum tipo de fiscalização”, declarou Elisabete.

A vereadora Gilda Beatriz anunciou ontem, durante a sessão plenária, que vai convocar uma audiência pública e propôs aos vereadores “levantar bandeira” pela solução do problema. Ela também protocolou um requerimento pedindo a formação de uma comissão especial onde ongs e pessoas ligadas à causa se unam para discutir os principais pontos envolvidos na atividade das charretes. “Precisamos tentar pôr fim a episódios como o de terça-feira”, finalizou.

O animal que caiu no meio da rua ontem estava com visíveis sinais de maus-tratos: ossos sobressaltados, tremores e cascos em péssimas condições. Ele foi medicado no próprio local pela veterinária Rosana Portugal, do Núcleo de Bem-Estar Animal, órgão ligado à Secretaria de Meio Ambiente do Município, que ontem voltou a examinar o cavalo. Ela recolheu material para fazer um exame de sangue, mas afirma que seu estado é estável. “Ele requer cuidados, está com a pata inflamada, mas vai ficar bem. Está no soro e bem menos desidratado”, explicou a especialista.

A prefeitura não informou quais serão os procedimentos adotados com relação ao episódio.

Fernanda Soares

Redação Tribuna

 

Vejam matéria no RJTV:

http://g1.globo.com/rj/regiao-serrana/rjintertv-2edicao/videos/t/edicoes/v/defensoria-publica-interfere-em-caso-dos-cavalos-de-charretes-em-petropolis-rj/2631229/

Assinem a Petição conta o fim das Vitórias:

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinar.aspx?pi=P2013N41305

Sobre :

http://caespetropolis.wordpress.com/2013/06/12/noticias-do-cavalo-de-charrete-caido-na-praca-da-liberdade/

 

Grupo Irmão Animal

 

About the author: Irmão Animal

No comment to “Mais Noticias do Cavalo”

You can leave a reply or Trackback this post.

  1. Adriana - 13 de junho de 2013 at 2:50 pm

    Vale lembrar que durante a entrevista hj no Inter tv rj, a dra. Rosana Portugal quando perguntada quando foi a última inspeção dos animais não soube responder!!!…e de quem é a responsabilidade????

  2. elaine finessi crivoi - 14 de junho de 2013 at 6:32 pm

    Concordo com tudo!!! As vitórias tem que acabar… o problema é pra onde vão esses animais… está na cara que os donos que só pensam em dinheiro e exploração dos bichinhos váo jogá-los na rua… isso que a maioria faz qdo chega o fim dos animais, cachorros são abandonados, quem dirá cavalos velhos… tadinhos morro de dó!!!

Leave a Reply