Irmão Animal – Tenente Dan

Amigos e amigas,

Acompanhamos desde o dia do resgate do “Nescau” os relatos da amiga Ana, foi atropelado covardementee graças a Deus prontamente atendido e socorrido pela Ana que foi seu anjo protetor. Hoje Nescau está em seu novo lar, segue a bonita história dele contada pela sua tutora e amiga Catarina: Tenente Dan Tenho desfrutado de um tipo de amor animal diferente, um que bateu, dentro do meu coração, com um certo incômodo, à princípio. A responsabilidade me pareceu enorme, e minha incapacidade também, pois a vida nos impõe rotinas loucas, horários corridos, falta de espaço para vários prazeres e uma obrigação que não cessa. E, pensei, como vou segurar mais essa? Já tenho filho, dois cachorros, 4 gatos (tem uma a caminho), duas casas, vários trabalhos, muitos projetos.. ufa! Mas meu filho, de 15 anos, me ensinou (aliás, aprendo muito com a serenidade dele, com a praticidade para certas questões, com a grandeza de caráter e com tamanha generosidade) : – Mas mãe, ele é um cachorro, vai aprender a viver sem a pata, vai fazer as mesmas coisas, vai ser independente. Vai aprender a correr, mesmo que mais devagar, vai ter que aprender a pular só com as três. E quem melhor que nós para cuidar dele? Será mais difícil para ele ser adotado. A gente é capaz! Eu não vejo problema nenhum nisso. E assim ele chegou, já com um nome que o Erick escolheu: Tenente Dan (em homenagem ao personagem do filme Forrest Gump, que perdeu duas pernas na guerra, mas não perdeu o humor e a capacidade de se divertir e ter sonhos). Ele é só amor. Tanto, que dá dó. Parece que em seus estimados 10 meses nunca teve um carinho, nunca deram o rosto para ele dar uma melada lambida, não sabia que um cão poderia ter uma casinha, não sabia que água fresca e comida todo o tempo disponível é, também, privilégio dos animais. Dizem que quando alguém tem um filho especial, todos os dias se aprende com isso. A pureza do amor é muito mais intensa, a força é um vulcão explodindo no peito, a fé é algo que cresce de uma forma incontestável (vejo isso todo dia com minhas amigas Andrea Marinho e Marcia Schanuel). Agora, aprendo a ter um animal especial, o Tenente Dan. Que ele nos ensine o que a vida ainda não conseguiu. Ana, esse ex Nescau será sempre seu. Esse elo nada tira. Agradeço ao Henrique que sempre acreditou nisso e abraçou essa causa desmedidamente. A vida lhe tirou uma perna, mas o presenteou com um lar. E farei o meu melhor! Existe muito preconceito ao adotar um animal especial, um animal idoso, que possamos com este belíssimo texto, mostrar que sim, é possível terem uma vida normal e ajudar desta forma a quebrar estas barreiras e mitos… Obrigado a todos pela ajuda e apoio de sempre. Grupo Irmão Animal irmao.jpg contatos http://irmaoanimal.com https://www.facebook.com/irmaoanimal http://caespetropolis.wordpress.com – Animais para Adoção em Petrópolis http://procuramospet.wordpress.com – Animais Perdidos e Achados em Petrópolis ღ●๋•°’ RESPEITAR os animais é DEVER de todos … AMÁ-LOS é umPRIVILÉGIO de poucos!!! ღ●๋•°'” ღ … adote, ajude, divulgue !!! Se você não deseja mais receber nossos e-mails,responda este email com assunto Excluir da lista.

About the author: Irmão Animal

No comment to “Irmão Animal – Tenente Dan”

You can leave a reply or Trackback this post.

  1. Celia Torres - 5 de abril de 2013 at 2:01 pm

    Emoção pura! Chorei ao ler essa linda história de amor!!!

  2. Marcela Ribeiro - 5 de abril de 2013 at 2:52 pm

    Que Deus os abençõe sempre!!!
    Me emocionei…
    Pessoas como voçês me fazem acreditar,ainda,na humanidade…

  3. Flavia Rocha - 5 de abril de 2013 at 10:52 pm

    Estou finalmente lendo essa história lindíssima e emocionante agora e realmente ñ tem como as lágrimas ñ brotarem dos meus olhos. E q menino anjo de 15 anos ë esse que mostrou o caminho para a própria mãe. A gnt ñ vê meninos dessa idade com esse pensamento hj em dia. E isso é o resultado da educação que ele teve. Parabéns para a família. Tenente Dan ñ poderia ter arrumado um lar melhor. Q São Chiquinho esteja sempre com vcs.

  4. Claudete LInhares Sachi - 26 de maio de 2013 at 9:45 am

    Achei muito bom ter esse espaço para que as pessoas possam falar um pouco sobre os animais especiais que ganharam um lar. O fato de faltar um membro não os faz pior que nenhum outro, muito pelo contrário, eles são tão agradecidos que acabam servindo de exemplo para o ser humano. Tenho em minha casa uma cachorrinha cega e um gato com 3 patas, alem de outros já com idades avançadas. Eles são para nós exemplos de superação, de amor e dedicação.

  5. Claudete LInhares Sachi - 26 de maio de 2013 at 9:45 am

    Achei muito bom ter esse espaço para que as pessoas possam falar um pouco sobre os animais especiais que ganharam um lar. O fato de faltar um membro não os faz pior que nenhum outro, muito pelo contrário, eles são tão agradecidos que acabam servindo de exemplo para o ser humano. Tenho em minha casa uma cachorrinha cega e um gato com 3 patas, alem de outros já com idades avançadas. Eles são para nós exemplos de superação, de amor e dedicação.

Leave a Reply